sexta-feira, 26 de maio de 2006

Essa agora! Afinal era preciso ir às reuniões


Deixem-me ver se eu entendi: O Rancho e o Coro da ARCO não foram convidados porque a presidente de Junta de Freguesia de Ouca não esteve presente nas reuniões de preparação das festas do jubileu?

E as outras instituições que aparecem no programa das festas? Estavam também representadas? Assistiram às reuniões?

Que eu saiba, pelo que me foi dito, o Coro do Lar de S. Martinho só soube que ia participar pelos cartazes!

Vamos ser sinceros! Primeiro a presidente de Junta de Freguesia de Ouca de facto participa e dinamiza uma série de actividades na ARCO, mas se queriam a ARCO representada nas reuniões tinham dito isso explicitamente aquando a convocação dessas mesmas reuniões.

Segundo, a Presidente de Junta de Ouca NÃO é a presidente da Associação Recreativa e Cultural de Ouca, e nesse caso tinham feito as mesmas diligências que tiveram ao contactar todas as outras entidades convidadas.

Terceiro, se quisessem de facto que a ARCO estivesse nas festas dos 50 anos da paróquia de S. Martinho de Ouca de certeza que a dita ausência não era motivo suficiente.

Quarto, é de estranhar que certas pessoas estejam tão bem informadas das movimentações da Presidente de Junta de Ouca, mas acabem por deturpar toda a verdade em relação às suas verdadeiras intenções. Alegar coisas como “abandonou reuniões”, ou “saber de reuniões com o Presidente da Câmara”, ou “conhecimento a muito tempo” de determinada correspondência passam a ter um enquadramento que apenas é utilizado no jogo da vil ofensa, que nada dignifica a certas pessoas que se dizem cristãs. Se querem argumentar argumentem com factos e não com avaliações subjectivas, completamente polarizadas por questões de carácter pessoal.

Quinto, se o problema é das cadeiras a utilizar no dia 2 de Julho não se preocupem: serão entregues. Felizmente, ao contrário de algumas pessoas, a Presidente de Junta tem mais palavra de que meia dúzia de beatas que teimam em ostentar um poder que não merecem e que foi usurpado à verdadeira autoridade eclesiástica da paróquia.

Sexto, se têm um problema espiritual de formação superior e utilizam isso como motivo para ofender desmedidamente quem apenas tem a quarta classe mas feito muito mais do que algumas pessoas com doutoramento e cátedra, então consultem um padre! Ou, se assim o entenderem, até podem falar comigo.

Deixem de ser cínicos e assumam as vossas decisões em vez de buscar desculpas e justificações sem qualquer fundamento.

Não deixa de ser interessante que falamos de pessoas que, em plena campanha eleitoral, diziam que depois das campanha seriamos todos amigos. Pois sim.

Sem comentários: