quarta-feira, 26 de julho de 2006

Bookcrossing

Normalmente o verão é, para mim, sinónimo de leitura. É nesta altura do ano que, em usufruto das férias, aproveito para pôr a leitura em dia. Eu e muitas pessoas.

Assim, e partindo da ideia do gosto pela leitura, gostava de falar muito rapidamente de um site dedicado à troca de livros: bookcrossing.com.

Este site parte do seguinte princípio: os livros não são destinados a ficarem presos numa estante depois de terem sido lidos. Uma vez lido, o livro pode ser libertado para poder ser lido por outra pessoa. É esse o espírito. Por outras palavras, trata-se de um sítio da Internet onde se fomenta a troca de livros.

O funcionamento é bastante simples. Temos um livro que queremos pôr a disposição de terceiros. Pegamos nesse livro e fazemos o seu registo no site, ficando atribuído um número único – o BCID – que funciona como uma espécie de “bilhete de identidade” do livro: o BCID apenas identifica o livro que acabámos de registar.

Uma vez registado o livro podemos disponibilizá-lo à comunidade. E aqui temos duas maneiras fundamentais para o fazer. A mais surpreendente, in the wild, onde o livro é simplesmente “deixado” para que alguém o possa apanhar, ou através de listas organizadas de pessoas pertencentes ao bookcrossing, que se comprometem a remeter o livro por correio ao elemento seguinte na lista.

No primeiro caso, soltar o livro into the wild, a pessoa que o encontra pode julgar que encontrou um livro extraviado mas, ao folhear o livro, certamente encontrará uma mensagem do tipo “Não estou perdido. Sou um livro livre que podes ler e passar a outra pessoa”, seguido do seu número de identificação. Este número servirá para, quem tenha recebido o livro, poder ir à página de Internet do bookcrossing e assim saber por onde o livro andou, o que é que as outras pessoas pensam desse livro e, naturalmente, poder deixar também a sua opinião sobre ele.

Para quem quiser saber mais sobre o bookcrossing é só clicar aqui ou, se a língua inglesa representar algum obstáculo, está tudo devidamente explicado em português na página Bookcrossing Portugal.

Sem comentários: