terça-feira, 24 de outubro de 2006

Fim da Crise - Parte II

Primeiro foi o "decreto" do fim da crise, agora é o anúncio de que em 2008 e 2009 o preço da electricidade não deve sofrer alteração - diga-se aumento.

Esta previsão astrológica, arrancada entre uma consulta às cartas de Tarot e uma espreitadela à bola de cristal, tem, por fundamento, três razões:

1. "Não é natural que o preço dos factores de produção, nomeadamente o fuel óleo e o gás, suba tanto em 2007 como subiu em 2006 e 2005";

2. "Amortizar em dez anos o défice tarifário atenua a parte que é imputada a 2008 e 2009";

3. "Em 2009 vão entrar em funcionamento as novas centrais de ciclo combinado e deverão estar activas um total de oito".

Ah! Claro, é preciso não esquecer que as eleições legislativas são em 2009.

Sem comentários: