sábado, 25 de novembro de 2006

Ainda sobre a Festa da Música no CCB

O fim anunciado da Festa da Música já começou a fazer ondas no ciberespaço. A mais recente é (mais) uma petição online contra o fim da Festa da Música. No texto de esta petição, que está disponível aqui para quem quiser assinar, pode-se ler:

Enquanto feitos do mesmo barro do mais comum dos cidadãos, sentimos o apelo de assinar de algum modo a nossa revolta pelo fim da Festa da Música.

Não pertencemos a nenhuma nomenclatura, não somos culturocratas e nem temos interesses no ramo.

A declaração dos nossos interesses é a nossa muito antiga paixão pela música, pela grande música, e de termos sido há 6 anos atingidos pelo Cupido da Festa da Música.

Nem sequer nos move a intenção de fazer a Ministra Isabel Pires de Lima retroceder nas suas muito pouco compreensíveis prioridades, e menos ainda de pressionar o Presidente do CCB a arranjar alternativas de financiamento da Festa da Música, como seria expectável que o fizesse e conseguisse.

Não temos essa ilusão.

Apenas protestamos, porque somos portugueses e temos muita pena de ver o país desperdiçar tão grandes oportunidades.

A Festa da Música, com tão grandes repercussões ao nível da democratização da audição de música clássica, formação de novos públicos e enorme atracção nas mais tenras idades, oportunidade a novos instrumentistas e grupos portugueses de atingirem e se darem a conhecer no mercado global, etc., era por tudo isso, ao contrário do que foi divulgado pelo Ministério da Cultura, uma realização muito pouco dispendiosa.

A Festa da Música, evento singular e único, que arrasta multidões para a música clássica como se de concertos dos Rolling Stones e U2 se tratasse, estava presente apenas em Nantes (a “mãe” da Festa), Lisboa, Bilbao e Tóquio.

Muitas outras cidades a nível mundial e com muito menos necessidades do que o nosso País, têm nos últimos anos, sem sucesso, cobiçado este extraordinário evento, que Portugal acaba, com a maior das leviandades e ligeireza, de dispensar.

Sem comentários: