segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

Mais um aviso...

Os avisos não faltam. Aliás, nos últimos tempos a comunidade científica tem literalmente despejado estudos e simulações climatéricas, uns atrás dos outros, cada um deles prevendo cenários bastante problemáticos para os anos que se avizinham.

O mais recente aparece noticiado no Diário de Notícias, que dá conta de um trabalho de modelação climatérica para o nosso país, que prevê secas mais intensas para os meses quentes e inundações frequentes nos períodos de chuva que, se crê, serão mais intensos.

Deixou o último parágrafo deste artigo:

"Perante estes cenários, mais ou menos catastróficos que se desenham para todo o mundo, as posições divergem. Se há países empenhados em medidas de fundo, capazes de inverter a crescente emissão de gases, embora sacrificando algum bem-estar, outros preferem preparar-se para viver num clima diferente. Para compreender a enormidade desta batalha contra a força da natureza, basta lembrar que o esforço dos países que ratificaram o Protocolo de Quioto - hoje aflitos com metas difíceis de cumprir - servirá para baixar, em 2012, apenas 5% do CO emitido pelos países desenvolvidos."

O resto do artigo pode ser lido em

Fim do século marcado por cheias e secas graves

Ainda, na secção DN Tema da edição de hoje, não deixem de ler os artigos que acompanham este assunto.

Sem comentários: