quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

"Rutherfórdio"

Um dos blogs que eu costumo consultar com alguma regularidade é o blog Vagos, onde os seus autores, entre muitos assuntos, costumam abordar a actualidade política do concelho.

Num dos seus últimos posts - Rutherfórbio - os autores têm, na minha opinião, a infelicidade de entrar no campo da chacota e crítica fácil.

Primeiro: "Alguém nos veio dizer que o grande chefe camarário não esteve na festa de Natal promovida pela casa onde é rei e senhor". Desde que o actual presidente da Câmara tomou posse no seu primeiro mandato, ele sempre esteve presente na festa de Natal da Câmara Municipal, pelo menos que me recorde. Já se deram ao trabalho de questionar que terá acontecido para não estar presente?

No entanto neste texto houve uma afirmação que achei injusta: "Os fregueses que ganharam as freguesias, são excelentes imitadores e seguidores, por isso, toca de copiar o camarário e promessas foram mais que muitas. Cumpri-las é que é mais difícil. A sorte desta malta toda é que podem sempre argumentar com a crise, com a falta de verbas, que o FEF – Fundo de Equilíbrio das Freguesias não foi duplicado". A não ser que os autores deste texto sejam omnipresentes, eu gostava de saber como podem afirmar levianamente que TODAS as freguesias estão "paradas". Não estou aqui a defender nenhuma freguesia em particular, mas se dessem uma volta pelo concelho, em vez de olhá-lo através "dos ouvidos" daquilo que é dito por terceiros, penso que ficariam surpreendidos com o trabalho desenvolvido em alguns pontos do concelho.

Sem comentários: