quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

"Cogumelo Mágico" encerrou

Pois é, o Centro Comercial Oita já não é o que era. Ainda sou do tempo (eu sei, é "terrível" começar frases desta maneira: faz-nos ver como o tempo é implacável) em que os meus amigos e eu aproveitávamos para comer um belo croissant recheado (quem não se lembra da mítica Croissanteria do Oita, uhm?) e depois dávamos um salto a uma das duas únicas salas de cinema da cidade de Aveiro.

Depois da abertura dos novos centros comerciais, que trouxeram um novo conceito sobre espaços de lazer, o Oita viu o seu público migrar, seguindo as tendências da nova moda que se estava a instalar na cidade dos ovos moles.

Não demorou muito para que lojas começassem a encerrar e o Oita, em pouco tempo, perdeu o glamour característico da sua época de ouro.

Mas o espaço comercial do Oita deu posteriormente azo ao surgimento de "lojas alternativas".

A última foi o "Cogumelo Mágico": uma "ervanária especializada", para maiores de 18 anos, que comercializa drogas leves de venda legal no nosso país, segundo as palavras do proprietário.

Não podia ter melhor publicidade: jornais, rádio e televisão deram destaque a abertura desta loja, a primeira fora de solo holandês, onde este tipo de comércio é bastante comum. A "cereja encima do bolo" para a publicidade não podia ser melhor: no dia da abertura a Polícia Judiciária faz uma longa visita para fazer recolhas para análise pericial, visita amplamente divulgada pela comunicação social. Na minha opinião, o dono, apesar de se mostrar agastado, só podia agradecer!

Afinal, uma semana depois a loja fecha. Na loja há um cartaz onde se pode ler: "ruptura de stock".

Pelos vistos a publicidade foi muito boa, ou a ideia de negócio é excelente, ou foi uma combinação de ambos. Em todo caso "
a loja vai reabrir logo que o proprietário tenha possibilidade de proceder à reposição dos produtos à venda".

1 comentário:

Mestre disse...

A Croissanteria já não existe? tenho saudades desses croissants.