sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Mais um aviso...

Golfinho extinto por culpa da acção humana

«Este é o ponto final na história do baiji, um golfinho de água doce que vivia há mais de 20 milhões de anos no rio Yangtzé, na China. Após uma expedição de seis semanas, entre Novembro e Dezembro de 2006, uma equipa internacional de cientistas não conseguiu localizar nem um exemplar desta espécie (Lipotes vexillifer) ao longo de mais de 1600 quilómetros de rio. O baiji, que podia atingir 2,4 metros, está extinto graças à acção do homem.»

Confesso que esta é daquelas notícias que me perturbam profundamente. Apesar de todos os avisos, nós os seres humanos insistimos em manter este comportamento egoísta, desprezando todas as outras formas de vida que partilham este cantinho do sistema solar.

As notícias recorrentes sobre os nossos atentados contra o meio ambiente fazem-me sistematicamente recordar o filme The Matrix, em particular uma deixa do Agente Smith (Hugo Weaving) quando este interrogava o Neo (Keano Reeves):

«I'd like to share a revelation that I've had during my time here. It came to me when I tried to classify your species. I realized that you're not actually mammals. Every mammal on this planet instinctively develops a natural equilibrium with the surrounding environment, but you humans do not. You move to an area, and you multiply, and multiply, until every natural resource is consumed. The only way you can survive is to spread to another area. There is another organism on this planet that follows the same pattern. A virus. Human beings are a disease, a cancer of this planet, you are a plague, and we are the cure.»

Sem comentários: