quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Pode repetir por favor?

"Poder de compra não é Economia"

Foi assim que este pretensioso ministro dos assuntos parlamentares (desculpem a omissão das maiúsculas, mas estas pessoas começam a não merecer esse tipo de respeito) se desculpou perante o hemiciclo para justificar a ausência do ministro da economia, um ministro que não aparece perante a Assembleia da República há praticamente um ano, e que terá faltado a uma interpelação que a bancada do CDS/PP fez a respeito do poder de compra.

Se o poder de compra não é economia, então estou convencido também de que estas pessoas são tudo menos governantes...

Outro assunto, as pessoas têm de se convencer de que a promessa o objectivo dos 150.000 empregos não é um número líquido! O governo não tem culpa - e muito menos o nosso querido, eficiente e sempre pronto ministro da economia - de que o ritmo a que surgem mais desempregados seja maior do que o número de novos empregos criados! Será que a campanha de salários baixos na China não funcionou?!

Sem comentários: