sexta-feira, 26 de outubro de 2007

A Terceira Canção de Ellen: Ave Maria

"Ellens dritter Gesang", ou "A Terceira Canção da Ellen", é certamente uma das músicas mais conhecidas de Franz Schubert e é também seguramente uma das músicas que mais confusão tem gerado.

"A Terceira Canção da Ellen?", poderão estar a perguntar. É muito provável que não a reconheçam por este título. No entanto, é muito provável que já tenham tido a oportunidade de assistir a uma missa de casamento, por exemplo, na qual é entoado o "Ave Maria" cantado por um solista. Estão a ver? Pois aquele "Ave Maria" muito melodioso, sentido, é o tal que comummente é conhecido por "Ave Maria" de Schubert. Ora o tal "Ave Maria" e "Ellens dritter Gesang" são precisamente a mesma música!

Este mais que conhecido "Ave Maria" está longe de ser um cântico de prece, ao contrário do que muita gente erradamente pensa. Esta música foi composta por Schubert tendo por base a tradução alemã do poema épico "The Lady of the Lake" de Walter Scott. No desenrolar da história Ellen e o pai são perseguidos pelo chefe de um clã opositor. Durante a fuga, eles escondem-se numa caverna onde a Ellen entoa uma oração à Virgem, pedindo-lhe protecção. O texto de esta "oração", em alemão, nada tem a ver com a oração "Ave Maria" que muito usualmente se ouve cantada em latim.

No n.º 82-83 da publicação "Nova Revista de Música Sacra", num artigo a respeito de músicas que não se devem utilizar nas celebrações litúrgicas, esta e outras músicas são rotuladas de «profanas» e, à respeito do "Ellens driter Gesang", pode mesmo ler-se: «Trata-se, com texto obviamente não litúrgico, de um dos numerosos e belíssimos "lied" para canto e piano do grande compositor austríaco, não pensado para a execução na igreja».

Sem comentários: