terça-feira, 22 de abril de 2008

PS irreconhecível

As críticas hoje apresentadas no documento emitido pela Associação 25 de Abril correspondem a uma chamada de atenção - mais uma! - dos históricos do PS ao actual governo, enterrado num mar de auto-elogios.

Basta olhar para alguns dos nomes que assinam o documento: Mário Soares, Manuel Alegre, Ferro Rodrigues, Almeida Santos. Figuras conotadas com a verdadeira esquerda portuguesa, muito longe da actual posição do PS no espectro político nacional. Para Mário Soares, este governo colocou definitivamente o socialismo numa gaveta. Aliás, e como já tive oportunidade de escrever aqui uma vez, Sócrates não se limitou a pôr o socialismo na gaveta. Não contente com isso, pegou no respectivo móvel, encheu-o de cimento e atirou-o para a Fossa das Marianas, tentando garantir assim que ninguém mais lhe põe a vista em cima.

Esta desfiguração do partido socialista tem levado a que as políticas do PS e do PSD se confundam e, por vezes, sejam quase indistinguíveis. Disso deu conta esta semana José Miguel Júdice, ao defender uma fusão do PS e do PSD. Para Júdice, o PSD deveria virar mais a direita porque o PS já o fez.

2 comentários:

Raposa Velha disse...

Boa imagem!

De resto, temos que concluir que a governação é um acto alucinogéno. Talvez bebam água com LSD nos conselhos de ministros. Pelo menos isso explicaria porque é que os governantes falam sempre dum país que mais ninguém vê. E isto não é exclusivo do PS!

Quanto a essa ideia parva do Júdice, nem que que diga. Possivelmente apanhou sol a mais à beira do rio para onde quer ir ganhar uns tostões (milhares é mais a palavra certa).

Foi engraçado ler hoje no Público Vital Moreira com a sua tese, não, não, os dois partidos são muito diferentes.

Tony Almeida disse...

Ah! Tive pena! Não li o artigo do Vital Moreira. Tenho que ver se lhe deito os olhos.

Actualmente vivemos num momento em que os históricos dos partidos - seja PS, seja PSD - puxam dos "galões" para garantir que os partidos se mantenham fiéis às suas raízes: veja-se esta caso com o PS e veja-se o que aconteceu no PSD.

E sim, é verdade: a governação parece que tem o dom de alterar a percepção da realidade, levando os sucessivos governos a criar o seu "oásis", independentemente das mensagens que vêm de organismos exteriores. São os políticos que temos...