quinta-feira, 5 de junho de 2008

Impressionado? Eu?

Diz que não lhe impressionam os números, mas sim os argumentos. Estranho é que para ganhar as eleições ele venha a precisar dos números que agora desdenha, e para isso não há argumentos.

Sem comentários: