terça-feira, 10 de março de 2009

"Mais leite e menos cacau"

Ao contrário do que algum comentadores e bloguistas já começaram a criticar, eu não vejo a eventual regulação da publicidade a alimentos para crianças e jovens como mais uma medida de paternalização ou restrição de liberdades por parte do estado. Uma coisa é regular a publicidade, outra coisa é retirar-nos a liberdade de escolhermos o que comer e quando comer. Penso que não é isso o que está em causa.

O que está em causa, sim, é a utilização da televisão para divulgar hábitos alimentares incorrectos junto de uma faixa de telespectadores bastante influenciável, como é o caso das crianças e jovens. Quando vejo publicidades em que anunciam pães com pepitas de chocolate como sendo um "óptimo" pequeno almoço, ou quando vejo uma criança, ainda noutra publicidade, a deixar de lado uma sanduíche para comer uma barra de chocolate porque "contém mais leite e menos cacau", penso que é fácil de perceber o alvo deste tipo de medidas.

Sem comentários: