sexta-feira, 9 de outubro de 2009

"Vagos Primeiro" a ir ao fundo

E chegado ao último dia da campanha que antecede o acto eleitoral que ditará os novos órgão autárquicos, o pseudo-movimento apartidário “Vagos Primeiro”, num último alento de desespero para reverter a sua posição de derrotado, eis que lança os seus colaboradores na distribuição de um panfleto carregado de 4 mãos cheias de mentiras, insultos, insinuações e difamações. Tudo num timing característico de agentes cobardes, que pretendem desta forma evitar que a verdade seja sabida em tempo útil

Mais uma vez a política vaguense é construída na base da mentira e da falsidade, em vez de falar em ideias. No entanto compreende-se que os partidários do movimento “Vagos Primeiro” não desejem enveredar por este tipo de discussão, tal o deserto de projectos que graça nos infomails que entretanto distribuíram durante a campanha.

O que poderia ser de facto uma intervenção cívica com responsabilidade, apanágio que o movimento “Vagos Primeiro” tanto preconizou durante o tempo de pré-campanha, acabou por cair no esquecimento assim que foi dado o tiro de partida da campanha.

Assistimos a duas semanas de campanha em que o tom das acusações difamatórias e enviesadas do movimento “Vagos Primeiro” aumentavam na medida em que se iam sucedendo as sessões de esclarecimento e demais iniciativas de campanha com pouca ou nenhuma afluência do público, tal a apatia que este movimento ‘apartidário’ conseguiu imprimir.

Não se pode esperar seriedade numa iniciativa dita cívica quando esta é apresentada inicialmente como apartidária e depois, com o início da campanha, e ao constatar que os militantes do CDS/PP de Vagos estavam descontentes com a descaracterização da segunda força partidária do concelho, é transformada num movimento que congrega o CDS e PS.

O paradoxo desta politização do movimento "Vagos Primeiro", que pretendeu assim tentar lavar a face frente ao eleitorado do CDS local, salta imediatamente à vista quando consultados os órgãos nacionais do CDS e do PS. É possível verificar que “Vagos Primeiro” simplesmente não existe para o CDS/PP nacional (o que pode ser consultado aqui). Por outro lado, o PS diz claramente que o Eng. Mário Martins é o candidato do PS para a Câmara Municipal de Vagos (pode ser consultado aqui). E andam os eleitores do CDS de Vagos enganados ao pensarem que estão a apoiar um candidato da sua família política. Um verdadeiro cinismo político.

Absurdo é observar como o CDS/PP de Vagos se deixa ir a reboque de interesses políticos do PS vaguense. Não deixa de ser lamentável que o CDS vaguense tenha neste momento uma direcção que nada tem dignificado a história deste partido em terras de Vagos, permitindo-se servir de apoio político aos dirigentes do PS local. Lamentável que tenham deixado levar os seus militantes a apoiar um movimento que foi cozinhado apenas para tentar dar algum impulso ao PS de Vagos, um partido com pouca expressão autárquica neste concelho. Ao ajudar ao PS manter a cabeça fora da água, o CDS de Vagos pode bem morrer afogado no mar de mentiras e aldrabices que semeou durante estes últimos quinze dias.

12 comentários:

Mirense disse...

parece que não foi assim tão mau, para mim que sou de um conselho vizinho e observando de fora para um movimento com meses conseguir, só, a junta da vila de Vagos até nem é mau. E eu vendo de fora até nem me parece que nos últimos anos Vagos tenha evoluído muito. Vamos ver como serão os próximos anos

Mirense disse...

As pessoas que votam sempre nos mesmo e que não pensam por si próprias começam a acabar-se nestas aldeias. Em Mira por exemplo em sítios com larga vantagens durante muitos anos para PSD essa vantagem diminuiu este ano. As pessoas começam a votar em quem apresenta trabalho e não em cores políticas. Aqui em Mira penso se continuarmos neste andamento nas próximas eleições podem cair os bastiões do PSD. Nesta zona penso que as mudanças vão ocorrendo. Vamos ver se em Vagos o PSD mantém o mesmo dinamismo ou se haverá oportunidades para outros. É giro observar de fora. Já agora deixe dar-lhe os parabéns pelo seu blog

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Tony Almeida disse...

Antes de mais, volto a repetir aquilo que já fiz questão de deixar claro: comentários anónimos ofensivos serão eliminados. Ponto.

Agora vamos aos factos: os dois últimos comentários que tive que apagar são a prova daquilo a que me referi neste post: a ofensa gratuita, sem fundamento, caluniadora e que atenta contra o bom-nome das pessoas. É isso que caracteriza algumas das pessoas próximas do CDS vaguense e que nada - nada! - dignifica o verdadeiro combate político de ideias.

Junta-se a isto o mau-perder.

Quando se é oco de ideias, quando não se pode contrapor contra a verdade dos factos, só resta às mentes mais mesquinhas o disparate bárbaro para ganhar alguma notoriedade. E isso ficou mais uma vez claro.

A excepção da freguesia de Vagos, o PSD cresceu em todas as freguesias. Mesmo em Santa Catarina, contra as indicações das sondagens, o Movimento X levou com um banho de eleições. Junta-se a Santa Catarina, as freguesias de Ouca e Santo André.

Papeis cor-de-laranja (destaco o plural utilizado). Duas observações. A primeira, se isso aconteceu, qualquer pessoa, e repito qualquer pessoa pode apresentar um protesto sobre este facto. Segundo, houve apenas um caso registado e, para desilusão do comentador incauto e ignorante sobre o sucedido, era um bilhete da festa-comício de encerramento do PSD, e não um bilhete instrutor do modo de votação. Este caso está actualmente sob análise, sem poder deixar de notas a forma curiosa como este dito papel apareceu. E esta não foi uma observação minha.

Freguesia de Ouca. As observações no comentário são nítidas de uma pessoa despeitada, que nitidamente dá mostras de não conseguir viver consigo própria, tal o ódio visceral que lhe corrói a alma. Já para não falar de uma verdadeira falta de informação associada a um gosto compulsivo para a mera maledicência. Disse alguma coisa de jeito no seu comentário?. Não. Mas conseguiu-me fazer rir.

Um pequeno aparte, os vídeos do YouTube são meus, e não sou solicitado e muito menos peço autorização para os colocar online. Gravo e faço o upload ao meu bel-prazer.

Agora, "faz alguma coisa de útil para a sociedade, porque o que tu queres é aparecer".

Anónimo disse...

A verdade custa a ouvir e a melhor forma de não a ter de enfrentar é calar a boca dos que discordam de nós.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Quanto ao anonimato das mensagens, enquanto a liberdade de expressão em Vagos não existir, ver-me-ei forçado a mantê-lo.

Tony Almeida disse...

Pelo contrário, apenas elimino comentários ofensivos, que não é a mesma coisa que censurar.

Finalmente, já vi chamar à cobardia muita coisa, mas nunca de "falta de liberdade de expressão".

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Tony Almeida disse...

A partir daqui é simples: se não pretende trazer de facto nada de novo, para além da ofensa fácil, apenas me limitarei a apagar todos os seus comentários e, numa situação extrema, fazer a moderação de todos os comentários que sejam feitos neste blog.